Saiba como cuidar da bateria do seu carro

Saiba como cuidar da bateria do seu carro

NÃO DEIXAR COMPONENTES, COMO OS FARÓIS, RÁDIO OU LUZES INTERNAS LIGADOS, QUANDO O MOTOR NÃO ESTÁ FUNCIONANDO, É UMA FORMA DE CUIDAR DA VIDA ÚTIL DA BATERIA

Ter um carro e mantê-lo em total funcionamento não é uma tarefa tão fácil. Engana-se quem pensa que basta embarcar, colocar combustível e sair andando. Os cuidados vão muito além, para que o veículo esteja em dia para ser usado, além das manutenções de rotina, como troca de óleo, filtros de ar e combustível, líquido do freio, calibragem dos pneus, alinhamento e balanceamento, existem outros cuidados que são fundamentais para que o carro esteja em perfeito estado de uso. A inspeção do sistema elétrico do veículo, por exemplo, também deve fazer parte dos hábitos de todos os motoristas para evitar surpresas desagradáveis, principalmente no inverno, quando por causa das baixas temperaturas o motor e todo o sistema elétrico do automóvel exigem mais energia para o funcionamento. A bateria, neste caso, além de ser um componente importante para o funcionamento, demanda alguns cuidados.
Com a função principal de fornecer energia ao motor de partida do carro, além de alimentar todo o sistema elétrico quando o motor está desligado, a durabilidade de uma bateria vai depender da qualidade e do cuidado que  o proprietário do automóvel tiver. Se a bateria tem “qualidade” e o veículo é bem cuidado (revisado periodicamente), ela pode durar até cinco anos ou mais.

Cuidados
Se o carro não é usado todos os dias, funcioná-lo diariamente é uma dica importante. Contudo, se não for possível fazê-lo funcionar, e ele tiver que ficar parado por mais de 20 dias, uma recomendação é desligar os terminais dos cabos das baterias, a fim de evitar a descarga precoce da bateria, pois, mesmo parado, o carro possui componentes que consomem a energia da bateria. Acessórios eletrônicos como rádio, alarme, rastreadores e componentes elétricos e eletrônicos que nunca ficam desligados, como a central de injeção, são aparelhos que possuem a chamada corrente de stand by, que consome carga da bateria mesmo com o carro desligado.
Outro cuidado, sugerido pelo eletricista em Pato Branco, Luiz Armando Christofoli, para cuidar da vida útil da bateria, é evitar descargas profundas, como esquecer os faróis, rádio ou luzes internas ligados. Segundo ele, a durabilidade de uma bateria, em média, é de 2 a 3 anos, e pode diminuir se o dono não tiver os devidos cuidados como, por exemplo, deixar tais componentes desligados quando o motor estiver desligado. Outra dica é não dar a partida no veículo com o farol ligado, o que também puxa carga da bateria, diminuindo sua vida útil. Também, no caso dos rádios, retirar a frente destacável (para os modelos que a possuem) do aparelho sempre que sair do  veículo, ajuda a evitar o desgaste.
Ele também recomenda que, a cada cinco ou seis meses seja feito um teste do alternador, o qual tem a função de gerar energia, sendo ele a central elétrica do carro. Uma vez acionado pelo motor através de uma correia, o alternador transforma energia mecânica em elétrica, necessária para carregar a bateria e alimentar todos os componentes, como o sistema de ignição e os demais equipamentos elétricos. Não há um tempo pré-determinado para a troca de um componente  do  alternador  ou  realizar a sua substituição. O tempo varia de acordo com a utilização (tempo que o carro fica ligado) e condições de uso do veículo. Desta forma, quando o carro for levado para fazer a revisão, é importante incluir a manutenção da sua parte elétrica também. Se o alternador apresentar problema, o carro passa a depender da bateria, sobrecarregando-a e descarregando-a por inteiro em poucas horas.
As baterias que precisam de manutenção, Christofoli lembra que é preciso ficar de olho no nível da água, que não pode estar baixo nem muito alto. Também, caso ocorrer da bateria acabar e for necessário fazer uma ligação direta entre a bateria arriada e uma auxiliar, a chamada “chupeta”, é preciso cuidar para não inverter os polos negativos e positivos, pois aí o problema será maior, já que ocasionará problema no alternador. Ainda é preciso ficar atento, porque existem alguns sistemas de rádio que possuem um código e, quando desligada a bateria, para que ele volte a funcionar é preciso ter conhecimento sobre esta codificação e, muitas vezes, quando o som é original de fábrica, é preciso levar à concessionária. Por isso, antes de qualquer ação, é importante consultar o manual do veículo.

Sinais de que está na hora de trocar a bateria
Segundo o eletricista, entre alguns sinais que podem indicar que a bateria está com problema e precisa ser substituída, é quando o automóvel apresenta diminuição na força da partida ou chegar a nem dar a partida.

Fonte: Diário do Sudoeste

Publicado 06/04/2016